sábado, 17 de maio de 2008

Baby, don't forget my number

Pois então, não é que eu lembrei da existência de Milli Vanilli? Vocês lembram deles, com certeza:


Ahá! Sim, eram aqueles que dublavam as músicas e que tiveram que devolver o Grammy e tudo quando descobriram que era tudo mentira. O mundo inteiro ficou chocado.
Gente, por Jeová, os dois eram alemães. Quando davam entrevistas (além das vozes serem claramente diferentes das vozes nas músicas) falavam com um sotaque carregadíssimo que simplesmente sumia quando eles cantavam, e todo munda achava perfeitamente normal. Tá.
Enfim, lembrei deles e fui feliz assisti-los no youtube.
Não me arrependi.
Não tenho nem palavras para descrever o que eu senti naquele momento. O clipe inteiro é um piada gigante! Nem sei qual parte sacanear!
Para dividir meu momento de alegria com vocês, tá aí:



S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L.

Para quem quiser saber o resto da triste história depois do fim da dupla, artigo na Wikipedia aqui.

P.S.: Escolham a parte que mais os agradar e dêem aquela homenageada básica no comentário.

4 comentários:

Laura disse...

A minha parte favorita é a cena do papel voando pela janela...muito cinematografica!
Eles limpando o nariz de coca e as jogadinhas de cabelo também são muito boas....

Pedro disse...

A parte da coca, na certa. Eu não conhecia a história. Obrigado, Anya... Apesar da Luana, "Jesus de suspensórios" também é cultura.


E hoje, a vida de vocês mudará. Conheçam o mito, o homem, o monstro, no ápice de sua genialidade criativa, senhoras e senhores:

Laerte
http://coalacroata.multiply.com/photos/album/57/Laerte_e_a_Esfinge

Anya disse...

Até que enfim, reconheceram minha importância!
Obrigada, muito obrigada.
Quanto ao vídeo, muito me apetece o tecladista. Também o figurino. Não podemos esquecer da coreografia.
Tá, o baile todo!

Claudia disse...

A catucada do nariz!
É tudo muito sem sentido, mas essa catucada no nariz se supera!